A arquitetura pode favorecer ou prejudicar suas vendas?
25 de maio de 2017
Cimento queimado: você sabe o que é?
4 de agosto de 2017
Exibir tudo

O que é um Ambiente Funcional?

“Ter um ambiente projetado de forma funcional, é viver uma vida leve! As coisas acontecem naturalmente nesse espaço”, comenta a Arquiteta Luana Alvarenga. Para ela, é ter os objetos organizados e sempre à mão, com espaços adequados, circulação confortável, e o mínimo de gasto com manutenção, ou seja, com materiais que auxiliem na limpeza, durabilidade e praticidade.

Mas, como ter um ambiente projetado de maneira funcional? Quais os principais pontos a serem levados em conta?

“Na hora de decorar um ambiente, é importante primeiramente identificar o perfil do usuário daquele espaço. Sendo um ambiente comercial, a arquitetura e a decoração devem transmitir todos os conceitos e valores da marca. Já a decoração de um ambiente residencial é a tradução do que somos ou gostaríamos de ser. Qual a mensagem que estamos passando com a escolha de determinadas formas, texturas, cores, linhas e padronagens”, comenta a arquiteta.

Segundo ela, é importante pensar também nas particularidades do usuário. É uma pessoa destra ou canhota?  É uma pessoa com mobilidade reduzida? Qual a faixa etária dos usuários? Enfim, a decoração deve ter a cara do dono!

Menos é mais!

Nessa proposta, a sala é integrada com a cozinha e com a varanda. O minimalismo trouxe uma identidade e amplitude ao espaço. A mesma madeira foi utilizada como mesa, como painel da TV e como painel da varanda, o que deu continuidade ao espaço.

“A funcionalidade vai desde a concepção do espaço ao desenho do mobiliário. Quanto mais conhecemos os materiais, mais podemos explorar suas características, tirar partido de suas restrições e transformar num diferencial. Um móvel deve ser desenhado pensando não só na sua utilização, mas em todo ciclo que envolve aquele processo”, explica Luana.

 

São muitas dúvidas? Mas, temos as respostas.

Qual o tamanho máximo da chapa de MDF? Preciso ter emenda no material? Como é o acesso à casa do cliente? A escada permite o acesso de um móvel? Há possibilidade de içar o mesmo pela janela ou varanda? E depois, estes móveis podem ser úteis em outro ambiente?

Quando pensamos em um ambiente funcional, o profissional é automaticamente bombardeado com várias perguntas. E para elas surgem as respostas em forma de desenho:

“Esse rack tem uma medida maior que o tamanho máximo da chapa de MDF. Assim sendo, acrescentamos um detalhe que recebeu dois puffs embaixo, trazendo flexibilidade de uso do espaço, equilíbrio e harmonia ao conjunto. O puff, por sua vez, pode ser usado como assento, como mesa de apoio, dentre outros. Além disso, os nichos com espelhos no fundo fazem a vez de um barzinho / cristaleira, facilitando o dia a dia e decorando o espaço”, comenta Luana.

Ela ainda complementa que, da mesma forma, as cadeiras usadas na mesa da cozinha se repetem na varanda, possibilitando levá-las de um lugar para o outro e usar o espaço conforme as necessidades.

A funcionalidade acontece também na iluminação. “Com a separação dos circuitos, temos cenas diferentes adequadas a momentos diferentes. Nesse caso, a luz pode ser difusa e uniforme ou pontual e de destaque, vai depender do que a ocasião pede! O importante é que sua casa ou empresa seja confortável, funcional e, o principal, faça com que as pessoas se sintam bem e felizes, só pelo fato de estarem ali”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *